Polícia procura estelionatário que vendeu mesmo Uno para várias pessoas

Últimas Notícias

A 6ª Delegacia de Polícia Civil procura o responsável por aplicar golpes em várias vítimas em Campo Grande. O estelionatário de 28 anos vendia o mesmo veículo, um Fiat Uno, para diversas pessoas, exigia parte do valor como entrada e sumia sem entregar o carro aos compradores.

Segundo a polícia, o estelionatário anunciava o Uno por redes sociais de compra e venda no calor de R$ 6 mil, negociava com vários compradores e sempre pedia um “sinal” para segurar o carro. Depois de receber o dinheiro, desaparecia sem entregá-lo.

Em um dos últimos golpes recebeu R$ 5,1 mil de um casal e desta vez, entregou o carro. Contou aos compradores que o Uno pertencia a uma tia, que estava com o licenciamento e IPVA do ano de 2020 atrasados e que ela iria com eles até o Detran/MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso) para regularizar a transferência.

Como a suposta dona do veículo nunca apareceu, o casal foi ao Detran/MS sozinho e lá descobriu que o veículo acumulava R$ 4 mil em divididas. Por conta disso, procuraram novamente o vendedor e conseguiram desfazer o negócio.

Ao casal o estelionatário afirmou que já havia encontrado outro comprador para o Uno, que essa pessoa sabia que o carro possuía restrições e que só com o dinheiro conseguiria pagá-los. Marcou de mostrar o veículo para o novo comprador em um posto de combustível e convidou o casal.

Durante o encontro não permitiu que as vítimas conversassem e contou uma história diferente para casa um. Ao casal disse que o novo comprador não iria mais ficar com o carro e para o interessado em fechar negócio afirmou que os donos do veículo trabalhavam na prefeitura e queriam marcar um encontrou no paço municipal para concluir a venda.

O estelionatário levou a vítima no próprio carro, uma Saveiro que não pagou sequer uma prestação, até o pátio da prefeitura e pediu para ela ir buscar o Uno no estacionamento, onde o casal a aguardava, enquanto ficava contanto o dinheiro do pagamento, um total de R$ 5,5 mil.

O comprador confiou no suposto vendedor, entregou o dinheiro e entrou no pátio, mas não achou o casal ou o carro. Quando voltou, o suspeito já tinha fugido, deixando a vítima sem o veículo e sem carona.

Assim que o caso foi denunciado, policiais da 6ª delegacia conseguiram identificar o estelionatário, foram até sua casa, mas só encontraram o imóvel vazio, com indícios de que foi deixado “às pressas”. O homem agora é considerado foragido.

Notícias Relacionadas

Número de visitações cresce e de janeiro a agosto, 100 mil pessoas passaram por Bonito

O turismo em Bonito (MS) vai aos poucos, recuperando as forças e voltando a ser o destino queridinho não...