Motorista de Amarok é preso com arma e munições após tentar fugir na MS-267

Últimas Notícias

Depois de ser flagrado dirigindo uma caminhonete Amarok em alta velocidade na MS-267, um homem de 51 anos foi preso com arma e munições na região de Jardim. O flagrante aconteceu nesta segunda-feira (15). O suspeito tentou fugir e até jogou o veículo em cima dos policiais, que fizeram disparos de fuzil para pará-lo.

Conforme o boletim de ocorrência, policiais militares receberam denúncias de que uma caminhonete teria saído da estrada de acesso ao assentamento Tupa-Ciretrã em alta velocidade e entrado de repente na frente de veículos que seguiam pela rodovia MS-267. Imediatamente duas equipes foram para a região para localizar o veículo.

Uma das viaturas montou barreira na saída da cidade para Porto Murtinho e a outra em frente ao Parque de Exposição, foi neste ponto que a caminhonete foi vista pelos policiais. O motorista de uma Amarok seguia na rodovia atrás de dois caminhões e quando percebeu a presença da polícia realizou uma ultrapassagem na contramão, pelo acostamento e quase capotou.

A equipe deu ordem de parada ao motorista, mas ele não obedeceu e ainda tentou atropelar os militares. Para escaparem, os policiais se abrigaram atrás da viatura e um deu quatro disparos de fuzil 556 de alerta aos suspeitos. O “sinal” funcionou e o homem parou a caminhonete a cerca de 100 metro do local da abordagem.

Os militares se aproximaram e pediram aos ocupantes para descer do veículo. Apenas o passageiro obedeceu. O motorista apenas avisou que não podia descer por ter um ferimento na perna. Ele foi abordado e revistado.

Na cintura do homem, os policiais encontraram um revólver calibre .44, municiado com seis munições intactas. Também apreenderam no veículo diversas munições: 10 caixas com 50 munições de pistola calibre 9 mm, duas caixas com 50 munições de revolver calibre 357 e uma caixa com 38 munições de revolver calibre 38.

Para os policiais, o homem confessou não ter registro e foi preso em flagrante por porte ilegal de arma. Como estava muito alterado, também foi perguntado se ele havia bebido. Respondeu que duas horas antes teria feito uso de cocaína e pasta base. Por isso, os policiais fizeram um termo de constatação de alteração da capacidade psicomotor

O suspeito foi levado para a Delegacia de Polícia Civil da cidade, onde o caso foi registrado. O advogado do preso foi acionado e acompanhou o registro da ocorrência.

Notícias Relacionadas

Táxi roubado em Bonito é localizado em aldeia de Miranda e suspeito identificado

Em menos de 24 horas as forças policiais de Mato Grosso do Sul localizaram o táxi roubado em Bonito...