Após turista ser mordida por Dourado em atrativo de Bonito, Prefeitura explica que caso é raro

Últimas Notícias

Um caso inusitado chamou novamente a atenção da mídia estadual para Bonito nesta semana. Uma turista foi mordida por um peixe, da espécie Dourado, em um atrativo particular do município, que resultou em um machucado bastante expressivo no pé da vítima. A princípio, foi questionado até se as imagens que circulavam pelos grupos era verdadeira.

O caso aconteceu no Balneário do Sol, na última quarta-feira (10), na manhã de quinta o atrativo emitiu uma nota sobre o ocorrido, relatando que prestou toda assistência a vítima e destacando que era uma situação incomum.

Na sequencia, a Prefeitura de Bonito também se pronunciou, destacando que ‘Bonito é um lugar extremamente singular pela beleza e pela riqueza natural que tem. Então a diversidade aqui, seja nos rios ou nas florestas, é o nosso principal atrativo. Os passeios acontecem em locais privados, onde cada um respeita todas as exigências pautadas no licenciamento ambiental do Imasul’.

Ainda segundo a nota, ‘eventos inesperados em meio à natureza podem ocorrer e cada atrativo em específico tem a política de como trabalhar quando isso acontecer. A maioria dos atrativos do município possui o SGF (Sistema de Gestão de Segurança), que prevê como agir em situações inesperadas, seja com o visitante durante o passeio, ou com os colaboradores’.

Também segundo a nota, os atrativos geridos pelo município – Gruta do Lago Azul e  Balneário Municipal – possuem o sistema e frequentemente os colaboradores passam por treinamentos para atender possíveis emergências.

Sobre o caso em específico, a Prefeitura disse: “o Dourado é um peixe que tem, por natureza, um comportamento predador, porém os ataques a seres humanos são muito raros e, na maioria dos casos, acontecem por fatores externos que alteram o comportamento do peixe, como por exemplo, o fornecimento de alimentos a estes animais, muitas vezes oferecidos pelos próprios visitantes. Por isso recomendamos muito que não alimentem os animais silvestres, sejam os peixes, os macacos, ou qualquer outro que estiver presente no atrativo, porque com isso, interferimos na cadeia alimentar desse animal e podemos provocar atitudes incomuns neles.

A Prefeitura de Bonito não tem informações sobre presença de alimentos na hora do acidente, apenas que a visitante estava ‘batendo’ com os pés na água quando foi surpreendida pelo peixe, o que segundo especialistas, também pode provocar uma reação no animal, visto que os membros,  ao baterem repetidamente na água, podem ser confundidos com presas pelo dourado. De qualquer forma, reforçamos que esse tipo de acidente é muito incomum e nos raros casos em que acontecem, provocam apenas pequenos cortes, nunca tendo sido registrado em nosso município, um caso semelhante ao ocorrido na última quarta-feira (10)”.

Notícias Relacionadas

De picanha a chocolate, homem é preso por furto a supermercado em Bonito

A Polícia Militar de Bonito prendeu um homem por furto de produtos alimentícios de um supermercado do município. Entre...