Primavera! Ouse encantar!

Últimas Notícias

Por Tania Pellin

Primavera, símbolo de nascimento, ciclo de prosperidade, época de reprodução, a estação mais esperada do ano, com ela chega a alegria contagiante das flores, dos cantos dos pássaros. Para a natureza, o começo de um novo tempo, de renascer. E ela, surge lentamente, sem ser distinguida, quando percebemos temos um tapete multicolorida de flores, perfumando e encantando. Lá está ela, chegando de uma calada maneira, chega assim sorrindo como se fosse a primavera, poema magistral do poeta cubano Nicolas Guillén transformado em música pelo compositor Chico Buarque – poesia que virou canção.

Quando o inverno chega com seu frio tocando as árvores, e estas derrubam suas folhas, deixando por um curto tempo seduzir – folhas ao chão, tapete de folhas ao chão. O vento sopra forte, as leva para bem longe, embelezando ruas e calçadas, soprando, soprando, levando tudo que está no caminho – menos a alegria e o encantamento. E, nesta labuta, as árvores na verdade, estão lutando pela vida, as folhas caem, os galhos ficam e com eles mais uma primavera. É o ciclo mágico da beleza.

As vezes em nossa vida também as folhas da esperança caem, passamos por situações difíceis, pensamos em desistir e até caímos como as folhas, mas sempre vem a primavera da esperança e novamente voltamos a sorrir e florescer. Assim, novamente prontos para seguir, e com uma bagagem adicional, aprendemos com a dor, com o despetalar, quando nossas folhas vão se derramando ao chão e marcando o caminho por onde passamos. Tudo em nossas vidas tem um propósito.

No livro de Cantares de Salomão, assim como a primavera; nos encantamos com esta linda passagem: Meu amado me disse: “Levante-se, minha querida! Venha comigo, minha bela!  Veja, o inverno acabou, e as chuvas passaram. As flores estão brotando; chegou a época das canções, e o arrulhar das pombas enche o ar (2:10-12).

E semelhantemente a natureza age. Após o árduo inverno, onde dias tristes, muitas vezes escuros, frios e solitários, onde o sereno chega a congelar a relva tomando conta da terra, ela reage e permanece. Em seguida vem chegando ela, a primavera, vem florindo, trazendo a esperança. E então a natureza ressurge. Brota, se faz, se levanta novamente. Mas desta vez, mais linda e encantadora, determinada.

Como em nossas vidas. Passamos por situações que parecem infindáveis. E, quando muitos nos julgam derrotados, nos levantamos e deixamos claro que resistimos. Os dias maus serviram para nos fortalecer, para nos preparar para um novo ciclo que se inicia. Então começamos a florir, “A vida sem amor é um livro sem letras, uma primavera sem flores, uma pintura sem cores” (Augusto Cury).

Permita-se você, ter a alegria da vida.  Ser contagiada pela nova estação que chega, ame-se, perfume-se e vista-se com todas as cores. Deixe sua luz brilhar!

Tania é graduada em Pedagogia pela Faculdades Integradas de Naviraí –
FINAV, em 1996, Naviraí/MS. Especialista em Psicopedagogia pelo Centro
Universitário da Grande Dourados – UNIGRAN, em 2007, Dourados/MS. Atua como
professora na Fundação Lowtons de Educação e Cultura – FUNLEC/ Bonito/MS.

Notícias Relacionadas

Bonito é ser bonitense!

Por Tania Pellin Entre tantos lugares que encantam pela beleza, é aqui neste pedacinho do paraíso que habitamos. Bonito das...

Educação se faz com amor

Bonito – fascinante e sedutor

Humildade

Humildade