Denúncia de som alto acaba em prisão por desacato em Bodoquena

Últimas Notícias

Denúncias de som alto em Bodoquena resultaram na prisão de uma mulher de 34 anos por desacato neste domingo (14).

Conforme o boletim de ocorrência, moradores do Bairro Nova Bodoquena ligaram para a Polícia Militar e relataram que um Vectra estava com o som muito acima do permitido para o horário na cidade. As equipes foram ao local e encontraram a suspeita e o marido, conversaram com o casal e orientaram a reduzir o volume.

Segundo os policiais, a mulher se identificou como proprietária do carro e por várias vezes questionou a abordagem dos militares, “dando a impressão que queria ensinar a guarnição a realizar o trabalho”.

Os militares deixaram o local, mas poucos minutos depois receberam uma nova denúncia de som alto. Dessa vez o alvo era uma Saveiro e a autora da reclamação era a proprietária do Vectra. Enquanto atendiam o chamado, os policiais viram a mulher dirigindo em alta velocidade e arrancar cantando pneu.

Outra equipe foi avisada da situação e parou a motorista minutos depois. A mulher, segundo o registro policial, estava alterada e foi convidada a fazer o teste do bafômetro, mas se negou. No carro os policiais encontraram duas latinhas de cerveja vazias e um engradado ainda fechado, por isso deram voz de prisão a motorista.

Ela resistiu a prisão, não quis entrar na viatura e por isso foi algemada. Na delegacia, afirmou que denunciaria os policiais da Corregedoria da Polícia Militar por terem prendido ela injustamente.

A mulher ainda foi levada ao hospital da cidade para passar por exame de corpo de delito, mas se negou a assinar preencher o formulário para a análise. Por isso, o caso foi registrado como resistência, desacato e conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada.

Notícias Relacionadas

Ruas de acesso a balneários de Bodoquena serão pavimentadas

A Prefeitura Municipal de Bodoquena fechou contrato de R$ 895.728,64 para realização de obras de pavimentação, drenagem e sinalização...