XXII Festival de Inverno de Bonito será de 23 a 27 de agosto

Últimas Notícias

O maior evento cultural de Bonito e o segundo maior festival de Mato Grosso do Sul já tem data definida e neste ano vai ganhar um ‘up grade’, com um dia a mais na programação. Isso mesmo, a XXII edição do Festival de Inverno de Bonito terá cinco dias, começando na quarta-feira, 23 de agosto e encerrando-se no domingo, 27.

A data foi definida durante audiência pública sobre o evento, realizada nesta terça-feira (21), na Câmara Municipal de Bonito. O prefeito Josmail Rodrigues apresentou um pedido do trade para que o Festival fosse mantido no final de agosto, a exemplo de 2022, para gerar fluxo de visitantes durante a baixa temporada.

“Julho já é um mês de alta temporada em Bonito, devido às férias escolares e realizar o Festival de Inverno em agosto, principalmente considerando a data de aniversário de Campo Grande, no dia 26, deu resultados muito positivos. Pesquisa realizada pelo Observatório de Turismo aponta que tivemos um público significativo da Capital o ano passado”, detalhou.

A secretária de Turismo, Indústria e Comércio de Bonito, Juliane Salvadori, também reforçou a data, detalhando que em julho de 2022 a cidade recebeu 28.995 visitantes, mesmo sem o Festival de Inverno, batendo recorde de visitação para o mês desde 2015. “Já em agosto do mesmo ano, registramos 22.461 turistas, o que significa um aumento de 40% em relação aos anos anteriores”.

Outra solicitação apresentada pelo comércio local é o aumento de dias do evento, seguindo as primeiras edições, quando o Festival de Inverno possuía sete dias de programação, para abranger um público maior.

O secretário de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania (Setescc), Marcelo Miranda destacou que a princípio não será possível uma edição de uma semana, mas que o pedido será estudado para as seguintes.

“Vamos acrescentar um dia a mais neste ano, começando na quarta-feira, o que já vai representar um aumento de custos significativo, e estudar uma forma de fazer com que as próximas edições sejam mais extensas, talvez fazendo em dois finais de semana, ou mesmo retomando os sete dias, mas isso precisa ser bastante estudado, porque envolve recursos públicos”, disse.

A audiência contou com participação de representantes de diversos segmentos culturais da cidade, desde artesanato, que reivindicaram o aumento do espaço para os artesãos bonitenses exporem seus trabalhos, a artes plásticas e música, com o clamor de que seja mantido o espaço da música eletrônica e inclusão de novos gêneros na programação.

Participaram também o vice-presidente da Câmara de Bonito, vereador Paulo Henrique Breda e a vereadora Loiva Schiavo, o diretor de Cultura de Bonito, Lelo Marchi, o diretor-presidente da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Max Freitas e diretor-geral da FCMS, Carlos Heitor, além de equipe técnica da Fundação e Setescc.

Fonte: PMB

Notícias Relacionadas

Bonito está com inscrições abertas para Corrida do Trabalhador

No dia 1º de maio a Prefeitura de Bonito realiza a Corrida do Trabalhador 2024 em duas modalidades, 5k...