Senadora Mara Gabrili (PSDB-SP) anuncia voto em Simone Tebet para a presidência do Senado

Últimas Notícias

A um dia da eleição que vai definir a presidência do Senado, a senadora sul-mato-grossense Simone Tebet (MDB-MS) tenta reverter a vantagem de seu principal adversário, Rodrigo Pacheco (DEM-PSDB).

Na última semana, depois de Simone ter declarado candidatura independente (o que significa que seu partido, o MDB não tem voto fechado em Simone, alguns senadores emedebistas podem negociar livremente com outros candidatos) senadores considerados influentes têm manifestado apoio à candidatura de Tebet. Entre eles a senadora tucana por São Paulo, Mara Gabrili que, na sexta, 29, publicou artigo no Nexo Jornal, em apoio à candidatura da senadora de Mato Grosso do Sul. “É com muita convicção que quero votar na senadora Simone Tebet e defender a sua candidatura para a presidência do Senado”, afirmou Gabrili.

“O fato de ser a única e primeira mulher na disputa já é um marco na história do Brasil e do Senado Federal. E isso, por si só, já me orgulha. Mas Simone teve dose extra de coragem para tornar sua candidatura independente quando faltou o apoio de seu partido”, completa a senadora paulista no artigo que pode ser lido na íntegra aqui: https://www.nexojornal.com.br/colunistas/tribuna/2021/N%C3%A3o-h%C3%A1-democracia-sem-um-Senado-independente-e-%C3%ADntegro .

Para Mara, a senadora Simone Tebet representa a candidatura de alguém preocupado com a construção de uma sociedade civil forte, a defesa da autonomia do Senado e demonstra responsabilidade para com a Nação. Gabrili critica a ingerência do Executivo nestas eleições com liberação de emendas para os apoiadores dos candidatos do governo e a oferta de cargos. “Nesta eleição à presidência do Senado, fica claro que a autonomia da Casa vem perdendo espaço para um rasteiro jogo de interesses”, escreveu.

Notícias Relacionadas

A convite de vereador, Bolsonaro deve vir a Bonito no próximo mês

O Presidente Jair Bolsonaro deve participar da programação do aniversário dos 73 anos de Bonito (MS). A informação foi...