Humildade

Últimas Notícias

Por Tania Pellin

(Parte 2)

A humildade é uma virtude humilde, gabar-se dela mostra o que lhe falta, André Comte Sponville, não poderia ser mais brilhante nos pequenos tratados das grandes virtudes, segundo ele não devemos nos gabar de nenhuma virtude, a humildade torna as virtudes discretas. Para Santo Agostinho, a humildade é uma das principais virtudes, relaciona-se a nossa fragilidade perante o mundo, ela sustenta nosso potencial humano, nos ensina a observar a árvore, ” A fim de crescer para cima, primeiro cresce para baixo. Primeiro, finca raiz na humildade da terra para depois lançar suas grimpas ao alto céu (Sermões de Santo Agostinho).

Entre os sete pecados capitais está a soberba, que é justamente o antônimo da humildade, o soberbo quer ser o primeiro em tudo, quer destaque, se auto impõe ser o melhor entre os demais é superior em seus atos e imposição. O soberbo quer ser o primeiro a falar, quer que somente a sua opinião prevaleça, não sabe ouvir, e não quer ceder a oportunidade a outros. Lamento pelo pobre Abel, foi o primeiro a sentir a inveja, típica dos soberbos e invejosos.

Que possamos aprender a sermos humildes, que o mundo em que habitamos não é só nosso, o dividimos com bilhões de pessoas. Precisamos reconhecer que na vida em sociedade temos que renunciar muitas vezes a algumas paixões para o bem comum dos demais.

É simples ser humilde, mas também complexo.

Na Bíblia encontramos versículos que nos alertam quanto a humildade, precisamos ser humildes, e diante das evidencias, deixar transparecer este jeito humilde de ser nos dias de hoje. Exercer virtude tão simples, é algo para poucos. Muitos, se esquivam em deixar sua arrogância, seu majestoso jeito de viver, preferem continuar seus caminhos a longos passos, sem se importar com alguns que se encontrar caídos no decorrer da jornada.

Vestir a apertada camisa da humildade, ajusta-la ao corpo, a vida, ao modo de ser, é um desafio que poucos conseguem, Por isso, pela graça que me foi dada digo a todos vocês: Ninguém tenha de si mesmo um conceito mais elevado do que deve ter; mas, ao contrário, tenha um conceito equilibrado, de acordo com a medida da fé que Deus lhe concedeu” ( Romanos 12:3).

Um dos maiores exemplos para expressar o que é ser humilde, foi o nascimento de Jesus. Ele poderia ter nascido em qualquer lugar na Terra, sendo o verdadeiro filho de Deus, poderia ter escolhido um palácio adornado de ouro ou pedras preciosas, ou mesmo uma casa simples no campo. Mas o local em que veio ao mundo, nos coloca a pensar, se o maior homem que existiu aqui na Terra, e está agora em um trono de ouro nasceu numa simples manjedoura. Fico a imaginar o local, uma bacia arredondada de madeira, com alguns fenos deixando o local aquecido e macio. Local escolhido pelo Rei dos Judeus para iniciar seu reinado neste mundo em que vivemos atualmente.

A humildade de Jesus de Nazaré nos ensina que não importa a situação, nascemos para fazer diferença, independente do lugar, ou situação econômica. Podemos nos destacar entre os demais sem orgulho, sem arrogância, exercendo a singela virtude da humildade.

O local onde o nome máximo do Cristianismo nasceu foi preservado e ironicamente, para adentrar no mesmo precisamos passar pela porta da humildade, acompanhe: Hoje, quem entra na igreja da Natividade de Jesus, em Belém, precisa passar por uma pequena porta, de pouco menos de um metro e meio de altura. Ela é chamada Porta da Humildade. Antes existiam outras portas maiores, mas com o passar dos anos, com a intenção de proteger a igreja, a porta ficou nesse tamanho. Para entrar onde Jesus nasceu, é preciso inclinar-se e, nessa atitude, podemos compreender uma verdade profunda, a de que precisamos ser humildes para entender o mistério de sua vida.

Um destes mistérios é calçar as sandálias simples do pescador.

Fonte: Diocese de Montenegro        

Diante de tantos argumentos, agora podemos responder com convicção o que é ser humilde. Esta virtude deve estar presente em você, que flua através do seu modo de viver, ser e pensar.

Que você possa finalmente entender que ser humilde não é ser pobre, ou alguém que passa por dificuldades. Mas sim, que ser humilde é um modo equilibrado de viver e respeitar seus limites em relação ao outro, não ultrapassando o demarque estabelecido.

 

Tania é graduada em Pedagogia pela Faculdades Integradas de Naviraí –
FINAV, em 1996, Naviraí/MS. Especialista em Psicopedagogia pelo Centro
Universitário da Grande Dourados – UNIGRAN, em 2007, Dourados/MS. Atua como
professora na Fundação Lowtons de Educação e Cultura – FUNLEC/ Bonito/MS.

Notícias Relacionadas

Bonito é ser bonitense!

Por Tania Pellin Entre tantos lugares que encantam pela beleza, é aqui neste pedacinho do paraíso que habitamos. Bonito das...

Educação se faz com amor

Bonito – fascinante e sedutor

Primavera! Ouse encantar!

Humildade